Rock in Rio 2017 pode ser o último no Brasil

Em entrevista à revista Veja Rio, Roberto Medina afirma que pode-se ausentar deste festival nos próximos anos e focar nas edições internacionais, como Lisboa e Las Vegas.


O Rock In Rio deste ano poderá ser o último no Brasil, segundo afirma o empresário brasileiro Roberto Medina que tem intenções de focar-se nas edições de Lisboa e Las Vegas.

Em entrevista à revista Veja Rio, Medina revela-se insatisfeito com o país em diversos níveis.

"Vou dizer uma coisa que nunca disse a ninguém: se nada mudar neste país, esse será meu último Rock in Rio. Não faz sentido ficar aqui. E não é para ir para Portugal, é para sair daqui. Não consigo conviver com tanta incompetência, tanta falta cidadania. Às vezes sinto-me sozinho. O que a gente tem de fazer, todos nós, é reivindicar mudanças, ajudar e resolver a questão de segurança pública. É difícil, mas temos que tentar", declarou.

Por motivos económicos, o Rock in Rio ficou dez anos sem acontecer no Rio de Janeiro, entre 2001 e 2011. Neste período, Roberto Medina investiu o festival em Portugal e em Espanha. Pode-se, então, dizer que o Rock In Rio Lisboa já teve mais edições do que a edição brasileira. No entanto, desde 2011, o festival tem vindo à acontecer de dois em dois anos no Brasil, sempre com muitos patrocinadores, atrações internacionais e bilhetes esgotados. O evento foi responsável por trazer nomes como Rihanna, Katy Perry, Beyoncé, Justin Timberlake, entre outros, ao Brasil.

Recorde-se, que a edição deste ano ocorrerá nos dias 15 a 24 de setembro. Lady Gaga, 5 Seconds of Summer, Shawn Mendes, Fergie, Maroon 5, Walk the Moon, Alicia Keys e Justin Timberlake são alguns nomes de cabeças de cartaz.



Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.