Miss America 2017 vence concurso após criticar Trump

Durante as provas de acesso ao concurso, a candidata admitiu que gostava de ser a primeira mulher eleita governadora no seu Estado.


Cara Mund, de 23 anos, venceu o concurso da Miss America depois de ter feito comentários, criticando a decisão de Donald Trump em retirar os Estados Unidos do Acordo de Paris. A jovem do estado da Dakota do Norte foi nomeada a mulher mais bonita dos Estados Unidos este domingo, em Nova Jérsia.

Questionada sobre algumas atitudes do presidente do seu país, a candidata não terá hesitado em criticar Trump por ter querido sair do Acordo de Paris, uma decisão que, segundo a candidata, impede os EUA de terem uma voz ativa nas decisões que dizem respeito ao clima e à redução das emissões de carbono, que contribuem para o aquecimento global.

"Acredito que foi uma má decisão. A partir do momento em que rejeitamos o acordo, retiramo-nos da mesa de negociações e isso é algo de que não nos podemos esquecer", disse a candidata, revelando mais tarde que não se preocupou com o facto de a sua opinião não coincidir com a dos jurados.

"A Miss America precisa de ter uma opinião e precisa de saber o que se está a passar no mundo com as alterações climáticas", atirou, citada pelo Daily Mail, revelando também que o facto de não concordar com algumas das decisões de Trump não significa que não o apoie.

A agora Miss Mundo revelou durante as provas de acesso ao programa que gostava de ser a primeira mulher eleita governadora no seu Estado, considerando que são necessárias mais mulheres no governo.


Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.